topo
Espiritualidade
25/01/2012 18:38:53 - Atualizado em 25/01/2012 18:38:53
Entregar

As últimas palavras de Jesus na cruz foram uma profunda expressão de entrega: "Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito" (Lc. 23, 46). Sua vida toda foi vivida nessa perspectiva, pois procurar o pleno cumprimento da vontade do Pai é viver na certeza de que em tudo Ele nos ampara. E o Mestre nos ensinou a viver nessa entrega confiante: "Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo. Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas próprias preocupações. A cada dia basta o seu cuidado" (Mt. 6, 33s).

Engana-se quem pensa que a entrega é uma mera resignação diante dos fatos. Ao contrário, ela implica em algumas atitudes:

1. Confie - Saber, de fato, que nossa vida está nas mãos de Deus, que Ele cuida de nós como um Pai cuida de seu filho. Jesus demonstrou isso ao dizer: "Eu não estou só porque o Pai está comigo" (Jo. 16, 32). Confiar é arriscar, é lançar-se no escuro, sabendo que existirão duas mãos ali prontas para nos amparar. "Confia ao Senhor a tua sorte, espera nele, e ele agirá" (Sl. 36, 5). Quem se entrega, confia!

2. Participe ativamente- Entregar não é uma postura passiva diante da vida e dos problemas que surgem. Aquele que vive a entrega na fé espera tudo em Deus, como se tudo de Deus dependesse e, por outro lado, faz tudo que está ao seu alcance, como se tudo dele dependesse. Não somos meros expectadores nas tramas da história, mas participantes ativos. Foi para isso que Deus nos criou e nos tem capacitado: "Frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a" (Gn. 1, 28ª). Tome, portanto, as rédeas de sua história, procurando administrá-la da melhor forma possível, pois a força dinâmica do Reino passa por sua capacidade de administrar sua própria vida.

3. Estabeleça metas - A pessoa de fé que vive na entrega não abdica dos projetos pessoais ou comunitários. Porque sabe que tudo deve convergir para Deus, procura discernir sobre o caminho, o que fazer, como fazer e quando fazer. Desde quando Jesus iniciou seu ministério, tinha como meta chegar a Jerusalém, sabendo até mesmo o que o esperava ali. E pouco a pouco foi em direção de sua meta. Quando Abraão saiu de sua casa, tinha como meta a terra que Deus iria lhe dar (Gn. 12) e que era fruto de uma promessa. Quando Moisés saiu do Egito, tinha como meta a "terra fértil e espaçosa" (Êx. 3, 8) que Deus lhe indicou. E mesmo em quarenta anos, Ele não se desviou de sua meta. Paulo assim se expressa: "a meta final é a vida eterna" (Rm. 6, 22) e ainda "...persigo o alvo rumo ao prêmio celeste ao qual Deus nos chama, em Jesus Cristo" (Fp. 3, 14).

4. Cultive a percepção do caminho- Isso, para poder perceber se o caminho feito na entrega não está se desviando da meta ou se é preciso reavaliar os passos dados até agora para tomar outra direção, sendo fiel, sobretudo, à motivação e intuição mais profunda da entrega. Existem alguns projetos que são para um determinado tempo. Esgotados o tempo e as perspectivas, é necessário pôr-se a caminho novamente. Mas pode ser que a terra das promessas possa não ser alcançada porque houve desvio. Moisés insiste constantemente com o povo de Israel para que mantenha a vigilância para não se desviar dos caminhos do Senhor (Dt. 17, 11).

5. Afaste a ansiedade- Quando se vive uma entrega confiante no Senhor, aquele tipo de ansiedade que corrói, que rouba a energia, é tirado do coração, pois sabe-se que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus (Rm. 8, 28), ou seja, por aqueles que sabem que são guiados por Ele. A fé expressa na entrega torna-nos, assim, mais saudáveis, pois a ansiedade tira a lucidez necessária para lidar de forma objetiva com as realidades que se nos apresentam no dia-a-dia. Uma certa ansiedade sempre haverá, mas não aquela paralisante, a não ser que se trate de um problema de saúde que demanda um acompanhamento médico ou psicológico. Aquela ansiedade natural diante de algo novo ou inusitado eu chamaria de expectativa.

Oração

- Senhor, a ti entrego tudo o que sou e que tenho. Confio a ti minha vida toda inteira, na certeza que me amparas em cada situação que se apresentar em meu caminho. Amém. 

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.