topo
Espiritualidade
25/01/2012 19:35:24 - Atualizado em 25/01/2012 19:35:24
Meu Lugar Interior

Na série televisiva "LOST", há uma escotilha que os personagens tentam abrir, mas não conseguem, pois a porta é fechada por dentro. Não há maçaneta fora. Será que eles se inspiraram naquele clássico quadro de Jesus à porta, batendo? O observador atento perceberá que também no quadro não há maçaneta do lado de fora, indicando que só a pessoa, de dentro, poderá abri-la.

Na série, eles arranjam um jeito de explodir a escotilha e os resultados parecem que serão desastrosos. Há também aqueles que tentam entrar à força em nossa intimidade. Se só batessem na porta, estava bem, mas não: esmurram, tentam entrar pelos fundos, arrombar uma janela ou usam até algum tipo de chantagem, dizendo que se a porta não for aberta poderá ser explodida. E isso não é uma obra de ficção, é realidade. Só que intimidade forçada deixa de ser intimidade e já não se pode mais experimentá-la.

Quando se arromba a porta ou invade-se a casa, a intimidade se dissolve como um ser encantado que muda de lugar. Entrar na intimidade de alguém ou do próprio Deus só pode ser feito quando há um convite generoso. Isso não impede que se bata à porta, delicada e respeitosamente. Forçar? Nunca! O amor não se deixa ser pressionado. Conquista sim, pressionado nunca! É verdade que a porta do coração não é muito forte, mas o ser que ali habita só pode ser conquistado quando convida ou aceita o convite do outro. Se assim é até com o modo do próprio Deus agir conosco, o que diremos em relação aos nossos relacionamentos. Com muito mais razão, essa regra aplica-se ao jogo dos relacionamentos humanos.

Pode ser também que a própria pessoa não conhece e não se sintoniza com o seu lugar interior oculto ou lugar espiritual secreto - os conceitos se equivalem. Ela fica distante de si. Não tem intimidade com seu próprio Eu. Não costumamos nos referir às pessoas que estão "fora de si"? Não é preciso ser louco para que isso aconteça. É só você ficar sempre do lado de fora, distante de sua história, de sua interioridade, de sua verdade, de Deus. Ocupe sempre o seu tempo, fazendo alguma coisa; não reflita muito sobre o sentido da vida; esteja sempre em meio ao barulho e longe do silêncio. Ótimo! Você conseguiu ficar trancado do lado de fora do esconderijo. O pior é que, infelizmente, há pessoas que se trancaram do lado de fora e sumiram com a chave. O melhor é que há sempre uma chave reserva, para quem se dispõe a procurá-la. É só se aplicar um pouco e ela aparece, porque, por mais de fora que a pessoa possa estar, sempre há uma parcela do seu Eu que está dentro e manda sinais, convidando à interioridade.

Nesse lugar, pode-se esconder até que a tormenta passe; pode-se abastecer-se para a jornada da vida, enchendo o cantil com a água do amor; enchendo o bornal com o alimento da fé, e recarregar a candeia com o óleo da esperança. Haverá, assim, água para saciar a sede de nossas tantas carências, alimento para fortalecer-nos ao longo do caminho e luz para iluminar os passos. "Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, a sombra do Senhor Onipotente o cobrirá" (Sl. 90).

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.