topo
Espiritualidade
25/01/2012 19:36:48 - Atualizado em 25/01/2012 19:36:48
Fechar os olhos para que eles se abram!

"Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo: e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á." (Mt. 6,6)


Uma dimensão nova, ilimitada, plena de amor e de força espiritual para fluir sobre nós. Não um mundo paralelo nem acima do nosso. Uma realidade presente entre nós, mas invisível aos olhos até que eles, finalmente, se abram com o despertar da consciência de que tudo participa da vida divina. Tudo isso ao nosso alcance mediante o cultivo de uma vida de comunhão com a Trindade Santa, ou seja, oração. O imenso portal que nos introduz nessa nova dimensão já foi aberto por Jesus, pois com sua morte o véu que nos separava rasgou-se e nos foi dado acesso ao Pai: "Temos confiança ampla de poder entrar no santuário eterno, em virtude do sangue de Jesus, pelo caminho novo e vivo que nos abriu através do véu, isto é, o caminho de seu próprio corpo" (Hb. 10, 19-20).

Um tempo, um espaço

Para que os olhos se abram, no entanto, é necessário que antes se fechem. É preciso encontrar o espaço interior para o cultivo da intimidade no SILÊNCIO. Não se engane: dificilmente seus olhos abrir-se-ão, se antes você não fechar atrás de si a porta, reservando tempo e espaço para estar a sós. Com medo dos "barulhos internos" que se manifestam quando silenciamos, cercamo-nos de barulhos externos. É preciso coragem e determinação para seguir em frente até que os barulhos emocionais se amenizem e o silêncio apresente o sopro do Espírito que clamará dentro de você: Abba! Pai! Então, os barulhos tornar-se-ão sons e os sons, melodias, e as melodias, sinfonias!

Quanto mais esse Tempo tornar-se um hábito diário, mais o espaço interior para o encontro com Deus será ampliado, seus olhos se abrirão e o Espírito lhe dará discernimento da presença do Pai junto de você. O caminho de Emaús (Lc. 24, 13-35) ilustra bem o processo de reconhecimento da presença do Mestre ao nosso lado. Enquanto a consciência não se desperta, os olhos são incapazes de reconhecer a presença divina, mesmo que seja até física. Por outro lado, quando acordamos do sono da inconsciência, já não há necessidade de sinais externos para se perceber que Deus está presente.

O "lugar oculto" onde você encontrará, portanto, força e discernimento para abrir as portas concretas em sua vida é a oração. Recolhido das lutas e de tantas coisas que demandam sua atenção diariamente, como que tomando distância delas, centrado no Pai e em sua Vontade, você beberá da Fonte que emanará luz sobre suas próprias questões e a realidade ao seu redor. Isso é fruto da graça, mas também implica disciplina. De dentro desse quarto é que você verá as portas se abrindo do "lado de fora".

O despertar da sensibilidade A primeira e essencial porta que se abre é a sensibilidade. Os sentidos e as emoções se afinam, convergindo numa atenção centrada sobre as diversas realidades. Tudo vai compondo aquilo que de fato é: a unicidade. Todas as coisas são como peças de um enorme quebra-cabeça. A forma final que esse quebra-cabeça tomará não importa; o que importa é saber que Deus está no controle. A partir dessa consciência, você vai percebendo, pela porta aberta da sensibilidade, onde e como outras portas se abrem. A sensibilidade espiritual sabe que mesmo uma porta fechada tornar-se-á, de algum modo, uma porta aberta à frente, mesmo que de forma diversa.

E alma segue confiante, sabedora que não está sozinha em sua peregrinação por este mundo.Separe, portanto, um TEMPO DE ORAÇÃO diariamente. Pare, silencie, feche a porta, entre no espaço interior, no "lugar oculto" de seu coração e deixe-se encontrar por aquele que é Amor! 

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.