topo
Espiritualidade
25/01/2012 21:21:45 - Atualizado em 25/01/2012 21:24:29
Encontro Real: Reação! Encontro Real: Transformação!

"O Encontro de duas personalidades assemelha-se ao contato de duas substâncias químicas: se alguma reação ocorre, ambos sofrem uma transformação." (Carl Gustav Jung)


Benditos encontros que nos arrancam da solidão.
Benditos encontros que transformam o coração.
Se há encontro verdadeiro, há transformação.
Se há encontro verdadeiro, há superação da solidão, mesmo que por um breve momento.


Alguns podem achar que não vale a pena, pois alguns encontros são como chuva de verão: logo passa e provoca até alguma destruição. Mas eu gosto do efeito da chuva em mim, mesmo que ela passe rápido. Gosto do cheiro que ela deixa na terra e o toque de vigor que desperta ao beijar o verde. Chuvas são sempre abençoadas, mesmo que assustadoras.

É certo que nem sempre estou disposto a tomar chuva, mas como é bom, de vez em quando, fechar o guarda-chuva e deixá-la lavar não só o corpo, mas o coração também. Abençoada, ainda, é aquela chuva que nos pega desprevenidos e nos molha por inteiro. Ela desinstala, incomoda, mas o corpo continua molhado.

Certas pessoas a gente deve receber com guarda-chuva aberto. Quem se molha muito pode pegar um resfriado. Outras, se a gente não fecha o guarda-chuva, perde a oportunidade de se renovar por inteiro, de virar criança de novo, de ter a alma lavada, pelo menos por um bom tempo.

E não é que até com Deus a gente corre o risco de ir ao seu encontro não só com guarda-chuva aberto, mas até de galochas? A Graça de sua presença vem como chuva, mas ficamos na retranca, fechados. Lembra-se de quando Ele falou pra Moisés tirar as sandálias (Êx 3, 5)? O que Ele diria das galochas relacionais?...

De um modo ou de outro, a vida segue seu ritmo e ela é generosa a quem a ela se abre. Você pode até ser tímido com alguém, mas não seja tímido com a vida. Não será ela a negar-lhe a bênção do encontro, mas você é que não se abriu. A vida é faceira e está sempre enamorada, apenas esperando quem a olhe bem nos olhos e para ela sorria. Se você sorrir-lhe e estender-lhe a mão, ela virá rápida e prazerosamente. Quando ela se aproximar, você sentirá seu hálito fresco e a suavidade de suas mãos. Aí, você respirará bem fundo e fará a experiência do encontro.

Reconheço, no entanto, que alguns encontros se dão como a água e o óleo, elementos que apenas se justapõem. Fazer o quê?... Mas existem aqueles que se assemelham ao cálice eucarístico: um bocado de vinho e uma gota de água. E os dois se misturam e já não são dois, mas uma só coisa. Brindo a estes encontros com um cálice de vinho e uma gota de água. Tim! Tim!

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.