topo
Espiritualidade
01/02/2012 15:41:04 - Atualizado em 01/02/2012 15:41:04
O trigo e o joio

 

Um terreno onde trigo e joio crescem juntos (Mt 13, 24-30). São parecidos, confundem o olhar, mas não são da mesma espécie. O primeiro gera a vida, o segundo pode até gerar morte. O joio assemelha-se ao trigo antes do amadurecimento. Entretanto, no tempo da maturidade, se diferenciam. “Ele pode ser até mesmo venenoso e uma pequena quantidade colhida e processada junto ao trigo pode comprometer a qualidade do produto obtido” (Wikipédia).

Somente quando a colheita é feita, numa cuidadosa seleção, é que um pode ser separado do outro. Costuma-se fazer uma associação muito direta e simplória, dizendo que o trigo são as pessoas boas e o joio as más. Todavia, joio e trigo gostam do mesmo campo, da mesma terra fecunda, do mesmo território sagrado: o coração do homem. Aí, eles vicejam em maior ou menor quantidade. Não há como impedir. Mas é bem diferente admitir esse convívio – de atitudes mentais, sentimentos e atos – e aquele cultivo escolhido, proposital do joio na vida. Será que você não anda cultivando em algum canto de seu coração um pequeno campo de joio, achando que sua semente não se espalhará para outras áreas?

Em última análise, o joio só será separado do trigo no juízo final, quando houver a grande colheita, mas pode-se igualmente dizer que alguns processos na vida têm um tempo de amadurecimento e, quando ele chega, é possível e necessário fazer esta separação se se quer que os campos interiores continuem saudáveis. Saber que os dois crescem juntos não é uma licença para não zelar pela saudabilidade da vida interior, dos relacionamentos, das palavras pronunciadas e decisões tomadas. Quem é atento aos ritmos internos, sempre percebe esse processo de semeadura, crescimento, amadurecimento e colheita. Alguns são rápidos, outros são longos, muito longos até.

Trigo e joio colhidos! Qual o destino dos dois? Trigo moído – farinha – pão à mesa. À nossa mesa e à mesa do outro. Com que tipo de farinha você tem preparado o pão que você mesmo tem comido e, especialmente, aquele que você tem servido ao próximo? Será que você não tem usado farinha de joio que envenena e pode até matar? Pode até ser um pão bonito, bem assado, com grande quantidade de trigo, mas ali está também a farinha de joio... Será preciso dizer o que é o joio em nosso interior e  qual o composto dessa indigesta e mortal farinha? Jesus, após ter explicado o significado desta parábola, conclui dizendo: “Aquele que tem ouvidos, ouça” (Mt 14, 43). Ouça, portanto, o seu coração e ali o Espírito Santo falará o que é o joio e, sobretudo, o bom trigo.

E, se por acaso, você andou se alimentando com algum pão à base de farinha de joio e isso causou-lhe ou está lhe causando uma tremenda indigestão ou até mesmo está envenenando seu coração, saiba que o Mestre tem o remédio para livrá-lo. Tome posse da promessa que diz: “Se beberem (comerem) algum veneno mortal, não lhes fará mal” (Mc 16, 18). Sabe o que eu acho de verdade?... Ninguém tem o poder de nos envenenar; nós é que nos deixamos envenenar! Há pessoas que sabem que determinado sentimento ou situação é um “pão de joio” e, ao invés de cuspir fora aquele pedaço, comem o dito pão até o final. Se esse é o seu caso, mude de atitude ou problema seu.

Trigo e joio crescendo. Pão de trigo e pão de joio à mesa. Bendito seja Deus porque o Pão que Ele nos dá é feito com a “fina flor do trigo”: o Pão Eucarístico. Este, aliás, é o único Pão 100% puro. A gente apresenta um pão ao altar com toda a mistura de nossa frágil, limitada e pecadora humanidade e Ele nos devolve o Pão da Vida, o Corpo do Seu próprio Filho, Jesus! 

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.