topo
Espiritualidade
01/02/2012 15:44:56 - Atualizado em 01/02/2012 15:46:24
Pernas ou muletas?

“Crescei na graça e no conhecimento de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (2Pd 3,18)

Colocar-se na interseção destes dois imperativos apontados pelo apóstolo: o crescimento, de um lado, na graça e, do outro, no conhecimento de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Quando crescemos na graça sem o conhecimento, dá-se o fideísmo que é uma fé cega, sem razões e motivações profundas, baseada apenas no senso comum ou numa experiência sensorial, emotiva. O fideísta acha que Deus revela-se a Ele diretamente. Mas o fideísta, da mesma forma que crê, descrê. Se as emoções se tornam mais fortes numa outra direção, é por ali que a pessoa segue.

Por outro lado, quando crescemos no conhecimento sem a graça, a tendência é o orgulho vindo de uma auto-suficiência intelectual, onde a pessoa se acha “doutor” no que faz: eu sirvo há tantos anos, eu já fiz tantos cursos, eu já li tantos livros. Lembra-se da exortação que Jesus faz em relação aos doutores da lei, escribas e fariseus? Numa versão mais radical é o que chamamos de racionalismo. O racionalista sustenta que o raciocínio humano constitui a fonte principal de conhecimento e verdade, provendo assim a base para a fé.

Graça e conhecimento conjugados geram humildade e postura contínua de discípulo: estar sempre em aprendizado, no seguimento do Mestre e não à sua frente. Todos nós temos a tendência de passar à frente do Mestre, de querer pensar, decidir e fazer por Ele. Quando isso acontece nos tornamos “satanás” (adversários, opositores), como repreende Jesus a Pedro (cf. Mt 16, 21-23). Ouvimos, então, Jesus dizendo: passa para trás, volta para o seguimento!

Dependerá, portanto, do cultivo de cada um dos servos-discípulos, para que o crescimento na graça e no conhecimento de Jesus Cristo estejam, assim, conjugados.
Eu diria que a graça e o conhecimento são como que as duas pernas do corpo (lembre-se que Paulo diz que a Igreja é o Corpo de Cristo. Cf. 1Cor 12, 12-29) permitindo que haja mobilidade. Se não crescemos nos dois – graça e conhecimento – acabamos por nos tornar “pernetas”. E a não ser que a pessoa seja um “saci-pererê” (pois só o saci tem capacidade de se movimentar com uma perna só) terá que arranjar uma muleta para manter-se de pé. Se não ficarmos vigilantes e não cultivarmos um espírito de discípulo, aprendizes do Mestre Jesus, as muletas irão se multiplicando mais e mais. Podem até ser muletas bonitas, vistosas, mas continuarão a ser muletas.

A perna do conhecimento ou a perna da graça está atrofiada ou mesmo amputada em sua vida? Você está usando alguma muleta, buscando coisas estranhas para suprir sua deficiência no conhecimento das Escrituras e da doutrina ou uma deficiência na vida de fé, cultivada na intimidade da oração?

No ministério (serviço) que exercemos, se não tivermos cuidado, iremos servir apoiados em muletas. Quando isso acontece, não só o desempenho no ato de se doar fica comprometido, mas ainda – e pior – o próprio equilíbrio do Corpo, isto é, da Igreja.
Se isto se aplica à vida de qualquer cristão, quanto mais aos que já estão engajados efetivamente na vida eclesial, participando dos diversos ministérios na Comunidade. A muleta acabou se sofisticando e tornou-se uma perna mecânica. Parece ajustada, tem certa mobilidade, mas é uma perna mecânica.

Muletas, mais cedo ou mais tarde, acabam por derrubar a própria pessoa e o outro também. Os grupos ficam comprometidos e pode acontecer de até quebrar a perna que está saudável. A Paróquia torna-se eficiente – porque se faz bem o serviço – mas é fria, incapaz de acolher, auto-suficiente e orgulhosa ou fanática, ingênua e alienada.
Crescer na graça e no conhecimento do Senhor!... Equilíbrio, aprofundamento, humildade, simplicidade, acolhimento, fé, visão, aprendizado, seguimento, alegria... Algumas palavras para o caminho a ser feito.


Deus quer restaurar nossas pernas. “Levanta-e e anda” (At 3, 1-8). Sirva isto para todos nós!

 

Espiritualidade - Outubro de 2008

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.