topo
Espiritualidade
01/02/2012 15:52:01 - Atualizado em 01/02/2012 15:55:46
Práticas para uma terapia da alma

Terapia vem do grego “therapéia” (cura), que, por sua vez, vem do verbo “therapéuo” (curar, tratar, cuidar). Um trato cuidadoso. No Evangelho segundo Lucas 9, 6, é esse o verbo empregado quando se diz que Jesus realizava curas. No Novo Testamento, quando se fala de cura, usa-se exatamente, em grego, o termo “therapéia”. Quer ainda um significado mais profundo e belo? O verbo “therapéuo” tem sua raiz em uma língua ainda mais antiga – o sânscrito – “dhar”, que significa manter a vida.

A vida é um dom, mas o caminho é sujeito a tropeços e conseqüentes feridas. Faz-se, então, necessário um cuidado para que ela seja mantida com qualidade. Esse trato cuidadoso – terapêutico – acontece de muitas formas, aplicado às diversas áreas de nossa vida. Quem já não ouviu falar – ou até já passou – de psicoterapia, radioterapia, cromoterapia, terapia gênica, terapia ocupacional, comunidades terapêuticas, etc.?

Pode-se falar, entretanto, da oração como terapia?  Certamente! É claro que o sentido da oração cristã é muito mais amplo, mas, quando ela é verdadeira, tem efeitos terapêuticos, pois dá real qualidade de vida à pessoa. É tradição antiga de muitas escolas de espiritualidade alguns “exercícios oracionais” que ajudam o discípulo em sua vida interior, como, por exemplo, os Exercícios Espirituais de Santo Inácio e as Oficinas de Oração e Vida.

Proponho aqui alguns exercícios simples para você aplicar essa terapia da alma em algumas necessidades especiais ou sempre que você quiser. A Graça quem dá é Deus, mas cabe a cada um de nós predispor-se, abrir-se para que a Graça possa agir. A Graça não só supõe a natureza, mas também a aperfeiçoa. Portanto, faça a experiência. Não espere algo mágico. Lembre-se que o verbo sânscrito “dhar” significa manter a vida. É, pois, um exercício contínuo. Dê o passo, repita-o, aplique-o quanto for necessário. E o melhor desta terapia: não tem contra-indicação!

I - UMA ORAÇÃO PARA CURAR AS FERIDAS DO CORAÇÃO PELO “PERDÃO”

  1. Recolha-se em um ambiente tranqüilo, silencie, respire fundo;
  2. Invoque a presença do Espírito Santo para que o conduza nesse momento de oração;
  3. Tome consciência de que você está junto a Jesus, como discípulo. Adore, louve, agradeça;
  4. Leia, medite e interiorize o texto da Palavra de Deus: Mateus 6, 9-15;
  5. Traga – pela imaginação – uma pessoa que o tenha ferido, magoado, ofendido;
  6. Conversando mentalmente com esta pessoa, passe a perdoá-la, ofensa por ofensa, fato por fato, detalhadamente;
  7. Procure ver os pontos luminosos que esta pessoa tem e passe a elogiá-la pelas suas qualidades, virtudes, pelo seu lado bom, positivo;
  8. Ore por ela, pedindo a Jesus que a abençoe em todas as áreas de sua vida;
  9. Agradeça a Jesus por este momento de oração e pela libertação que Ele operou em sua vida e na vida desta pessoa, durante este tempo de oração.

 

II - UMA ORAÇÃO PARA CURAR AS FERIDAS DO CORAÇÃO PELO “PEDIR PERDÃO”

  1. Recolha-se em um ambiente tranqüilo, silencie, respire fundo;
  2. Invoque a presença do Espírito Santo para que o conduza nesse momento de oração;
  3. Tome consciência de que você está junto a Jesus, como discípulo. Adore, louve, agradeça;
  4. Leia, medite e interiorize o texto da Palavra de Deus: Mateus 5, 21-24;
  5. Traga – pela imaginação – uma pessoa a quem você tenha ferido ou magoado;
  6. Conversando mentalmente com esta pessoa, peça perdão a ela, ofensa por ofensa, fato por fato, detalhadamente;
  7. Reconheça nela e em você o que há de bom, de luminoso, de positivo naquilo que vocês têm;
  8. Ore, pedindo a Jesus, pedindo que transforme seu coração para que seus atos e palavras sejam sempre amorosos. Abençoe a pessoa por quem você está orando;
  9. À medida do possível, comprometa-se a procurar esta pessoa para pedir perdão a ela diretamente;
  10. Agradeça a Jesus por este momento de oração e pela libertação que Ele operou em sua vida e na vida desta pessoa, durante este tempo de oração.

 

III – UMA ORAÇÃO PARA CURAR AS FERIDAS DO CORAÇÃO PELO “PERDOAR-SE”

  1. Recolha-se em um ambiente tranqüilo, silencie, respire fundo;
  2. Invoque a presença do Espírito Santo para que o conduza nesse momento de oração;
  3. Tome consciência de que você está junto a Jesus, como discípulo. Adore, louve, agradeça;
  4. Leia, medite e interiorize o texto da Palavra de Deus: Romanos 8, 1-4;
  5. Peça a Jesus a ajuda – graça – necessária de você poder perdoar-se pelos erros e faltas por você cometidos;
  6. Fale com você mesmo: EU – diga seu nome – perdôo a mim mesmo por... (nomeie os seus erros, faltas e pecados);
  7. Se você ainda não procurou a confissão sacramental, comprometa-se a buscar este canal de perdão assim que puder;
  8. Louve a Jesus por tudo o que você tem de bom em seu interior, por suas qualidades e dons que recebeu de Deus e por suas boas ações.

 

IV – UMA ORAÇÃO PARA CURAR AS REJEIÇÕES E CONFLITOS

  1. Recolha-se em um ambiente tranqüilo, silencie, respire fundo;
  2. Invoque a presença do Espírito Santo para que o conduza nesse momento de oração;
  3. Tome consciência de que você está junto a Jesus, como discípulo. Adore, louve, agradeça;
  4. Leia, medite e interiorize o texto da Palavra de Deus: 2 Coríntios 4, 6-12;
  5. Conte a Jesus – com o máximo de detalhes possível – todo o problema de rejeição que você está sentindo e/ou do conflito pelo qual está passando;
  6. Falando com Jesus, afirme que você quer aceita – quer aceitar – aquela situação ou realidade que seu interior rejeita.
  7. Afirme para si mesmo: EU – diga seu nome – aceito a mim mesmo e aceito esta realidade que tenho rejeitado (nomeie as situação por rejeitadas ou conflituosas);
  8. Se você perceber que é uma situação com a qual você não consegue lidar sozinho de forma construtiva e num processo de superação, comprometa-se a buscar ajuda junto a alguém que possa acompanhá-lo nessa jornada de aceitação e superação;
  9. Louve a Jesus por sua vida e pela realidade a que você se propôs aceitar, ressaltado os aspectos bons e luminosos de sua vida.

 

V – UMA ORAÇÃO DE AUTOCURA INTERIOR

  1. Recolha-se em um ambiente tranqüilo, silencie, respire fundo;
  2. Invoque a presença do Espírito Santo para que o conduza nesse momento de oração;
  3. Tome consciência de que você está junto a Jesus, como discípulo. Adore, louve, agradeça;
  4. Leia, medite e interiorize o texto da Palavra de Deus: Salmo 138, 1-18 (139, 1-18 – em algumas Bíblias);
  5. Revele a Jesus o problema a ser curado ou, mais genericamente, todo o seu ser, mesmo que você não tenha consciência de algum problema em particular;
  6. Verbalize a aceitação do problema: “Jesus, eu aceito que...” (dizer os detalhes, aceitando-os). Depois, afirme a si mesmo: EU – diga seu nome – aceito que...
  7. Entregue a situação/problema nas mãos de Jesus. Confie, Ele é o Senhor! Entregue os detalhes: “Jesus, eu te entrego... e proclamo que és o Senhor!”;
  8. Se for necessário, realize os passos de perdão (reveja os 3 passos de perdão);
  9. Falando com Jesus, em oração confiante e numa atitude de abandono, peça a Ele que o toque, cure, liberte. Peça pelo seu santo Nome, por suas santas chagas, por seu sangue. Realize este ponto com a auto-imposição das mãos;
  10. Louve e agradeça, na fé, antecipadamente, pela cura recebida.

 

VI – UMA ORAÇÃO PARA A PLENIFICAÇÃO

  1. Recolha-se em um ambiente tranqüilo, silencie, respire fundo;
  2. Invoque a presença do Espírito Santo para que o conduza nesse momento de oração;
  3. Tome consciência de que você está junto a Jesus, como discípulo. Adore, louve, agradeça;
  4. Leia, medite e interiorize o texto da Palavra de Deus: Romanos 8, 26-27; Gálatas 5, 22-25;
  5. Entregue a Jesus a área de sua vida a ser plenificada, cheia do Espírito Santo (espírito, memória, emoções, sentimentos, relacionamentos, etc.);
  6. Peça em oração confiante que o Espírito Santo plenifique, crie uma nova realidade naquela área que você está entregando. Peça aquele fruto desejado ou necessário. Peça os frutos, dons, virtudes, etc.;
  7. Louve e agradeça ao Espírito Santo por aquilo que Ele lhe comunicou neste momento de oração. 

 

Espiritualidade - Novembro de 2008

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.