topo
Ministérios
01/02/2012 18:43:19 - Atualizado em 01/02/2012 18:43:19
Ministério Discípulo Amado - Encontro 16
Roteiro do 16º Encontro do Grupo Discípulo Amado

Ainda está diante de meus olhos a passagem do jovem Golias, pelejando contra o valente Golias (1 Samuel 17). Golias olhava para o rapazote com desprezo. Afinal, como poderia um moço de feições tão delicadas derrotar o maior guerreiro dos filisteus? A vitória do gigante parecia certa, como, aliás, parecia para satanás ser certa a vitória sobre Jesus. Não é a toa que há uma semelhança escriturística entre nosso Mestre, Jesus, e o rei Davi, menos no pecado, é claro. Jesus é o Filho de Davi e, assim como Davi derrotou a gigante Golias, Jesus derrotou satanás. O primeiro usou uma pedra e uma funda, o segundo venceu por si mesmo, dando sua vida.

Você também tem suas lutas, seus gigantes a enfrentar, mas se você é um discípulo do Mestre Jesus, você pode e deve tomar posse da mesma ousadia na fé, usada por Davi: "Tu vens a mim com espada, lança e escudo; eu, porém, vou a ti em nome do Senhor todo-poderoso, o Deus dos exércitos de Israel que tu insultaste" (1Sm. 17, 45). Satanás vem, muitas vezes contra nós com suas armas, mas nós o derrotaremos - e ele já está derrotado! - em nome do Senhor! Lembre-se: o DISCÍPULO-INTERCESSOR é também o DISCÍPULO-GUERREIRO!

Para você que tem participado de nossos encontros, creio que essa consciência fica clara a cada encontro, não é verdade? O Senhor tem nos capacitado para lutar as suas lutas contra os "Golias" de nossos dias. Esse é o décimo primeiro encontro sobre a série sobre intercessão na vida do discípulo. Seja bem-vindo! Servo, Pe. Sérgio, C.Ss.R.

O INTERCESSOR É ALGUÉM QUE PERMANECE DE PÉ, MESMO DIANTE DA DOR "Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena" (Jo. 19, 25).

É no momento que se confronta com a dor que se apresenta o grande desafio e prova para a vida do cristão e, nisso, do intercessor. A dor põe à mostra o que está em nosso cerne, expõe nossos nervos, revela nosso caráter. Para o discípulo, essa é a hora de unir-se ao "homem das dores", provado pelo sofrimento e que sobre ele triunfou, não obstante ter sido da mesma forma dolorido.

É nessa hora que o discípulo aprende a transformar a dor em intercessão também. Nessa hora, as palavras podem não existir, mas persiste a postura de permanecer. Jesus mesmo insistiu sobre o permanecer (Jo. 15, 1-8). E é permanecendo nele que os frutos vêm. A dor torna-se assim o grande sacrifício de louvor, oferecido sobre o altar da cruz, como disse Paulo: "Eu vos exorto, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, a oferecerdes vossos corpos em sacrifício vivo, santo, agradável a Deus: este é o vosso culto espiritual" (Rm. 12, 1).

O Evangelho não reconhece e não apregoa um culto à dor, como se ela tivesse sentido nela mesma. Jesus, ao contrário, tornou-se o "homem das dores" para dela nos livrar. É como se se respondesse a uma pessoa que se declara infeliz: - Sabe por que você ainda não é feliz? Porque sua história ainda não acabou, pois o final dessa história é um final feliz! O discípulo-intercessor compromete-se, antes de tudo, com esta certeza que vem da Palavra, ao enfrentar o sofrimento.

Leia em sua Bíblia: Isaías 53, 1-6

Conversem no Grupo:

# Que luz a Palavra de Deus nos traz para os momentos de dor pelos quais você passa?

# Você tem alguma experiência a relatar sobre uma intercessão por alguém que passou por um momento de sofrimento? Conte.

Vamos falar com Deus:

Certamente você conhece algumas pessoas que estão passando por alguma circunstância de dor. Talvez até mesmo dentro de sua família. costumeiramente você deve pedir oração pelos seus queridos, o que é sempre bom fazer. Mas, hoje, vamos experimentar voltar nosso olhar para a dor de alguém que está "fora" de nosso relacionamento pessoal. Silenciem! Deixem que o Espírito Santo traga ao coração de cada um alguma situação ou pessoa pela qual interceder hoje. Não peça hoje por nenhuma pessoa conhecida sua. Discipline-se! Haja assim.

Anote: Reunião para todos os que participam dos Grupos de Discipulado: Sábado, 18 de fevereiro, às 15h, no salão da Igreja São José. NÃO DEIXE DE PARTICIPAR. Nos próximos encontros mais informações.

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.