topo
Ministérios
01/02/2012 18:44:44 - Atualizado em 01/02/2012 18:44:44
Ministério Discípulo Amado - Encontro 18
Roteiro do 18º Encontro do Grupo Discípulo Amado

É no dia-a-dia que a gente aprende a ser discípulo. Enfrentando as diversas situações que nos vão sendo apresentadas, que chegam sem pedir licença e que desafiam o equilíbrio interno e nossa capacidade de não afundar com as circunstâncias. Não é fácil, tratando-se de certas situações. Daí, o discipulado ser vivido não como um caminho individual. Ele é sempre pessoal, mas não individual. É em Comunidade que se caminha! "Com aqueles irmãos verdadeiros", como diz a canção. É com eles que vamos a Deus e com os quais somos sustentados.

Quando se faz essa experiência pessoal e comunitária é algo tremendo, que comunica segurança à alma em seus percalços e dificuldades. Meu desejo é que nossos Grupos de Discipulado sejam muito mais do que grupos que se reúnem para estudar a Palavra. Que sejam lugar do aprendizado do mandamento novo de Jesus: o Amor!

Na semana passada, refletimos um pouco sobre Paulo. Creio que foi uma boa pausa para a temática que estamos desenvolvendo, pois ele é um grande modelo de discípulo do Senhor. Hoje retomamos nossa reflexão sobre O DISCÍPULO E O INTERCESSOR no décimo segundo encontro da série. Paz!!! Servo, Pe. Sérgio, C.Ss .R.

O intercessor é alguém que vive da esperança e é "memória viva da esperança"

"Quero trazer à memória aquilo que me dá esperança. É graças ao Senhor que não fomos aniquilados, porque não se esgotou sua piedade. Cada manhã ele se manifesta e grande é sua fidelidade. Disse-me a alma: o Senhor é minha partilha, e assim nele confio" (Lam. 3, 21-24).

Maria diante da cruz vive intensamente a dor da perda de seu Filho, mas é alimentada pela esperança que sua fé lhe traz. E não foi tão somente naquele momento de cruz. Um dia o anjo apresentou-se a ela e fez uma promessa. Ela e José passaram por muitas situações que desafiaram sua fé. Como poderia ser o Filho de Deus, passando por tantas provações, desde sua concepção? Mas Maria e José cultivaram sua esperança a despeito de tudo o mais.

O intercessor cultiva um espírito de esperança, mesmo diante das situações mais difíceis, pois sua alma contempla as promessas do Senhor. E ainda mais: ele procura ser memória viva de esperança no meio da comunidade cristã e daqueles que sofrem. Alimenta não o que causa desalento, mas o que projeta horizontes de esperança. Isso é fundamental na vida do discípulo-intercessor! Ele não se junta aos "profetas do caos" que acham que tudo está perdido e que não vai se conseguir superar determinadas situações. O discípulo intercessor alimenta-se da firme esperança que nasce não de seus sentimentos, mas da Palavra do Senhor que ele cultiva cuidadosamente em seu coração.

Leia em sua Bíblia: Romanos 5, 1-5

Conversem em Grupo:

# Costumo trazer muitas coisas dolorosas à memória?
# Como espalhar esperança onde passamos e convivemos?
Vamos falar com Deus:

A Oração da Serenidade
como escrita por Reinhold Niebuhr:

"Deus, dai-me av serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar, coragem para mudar as coisas que eu possa, e sabedoria para que eu saiba a diferença: vivendo um dia a cada vez, aproveitando um momento de cada vez; aceitando as dificuldades como um caminho para a paz; indagando, como fez Jesus, a este mundo pecador, não como eu teria feito; aceitando que Você tornaria tudo correto se eu me submetesse à sua vontade para que eu seja razoavelmente feliz nesta vida e extremamente feliz com você para sempre no futuro. Amém."

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.