topo
Ministérios
03/02/2012 15:09:05 - Atualizado em 03/02/2012 15:09:05
Ministério Discípulo Amado - Encontro 24
Roteiro do 24º Encontro do Grupo Discípulo Amado

Estamos vivendo a Campanha "40 DIAS NO DESERTO COM JESUS" de jejum, oração e solidariedade. Na meditação do 17º. dia, chamou-me a atenção no texto de João 5, 1-18, três versículos que em leituras anteriores não haviam me despertado: "Vendo-o deitado e sabendo que já havia muito tempo que estava enfermo... O que havia sido curado, porém não sabia quem era, porque Jesus se havia retirado da multidão que estava naquele lugar" (Jo. 5, 6.13). O que se destacou foi o saber. Jesus conhecia o quadro daquele homem sabia o que Ele estava passando há anos, embora, mesmo depois da cura, o homem não soubesse de quem se tratava. Deus sabe de nossa situação, embora muitas vezes nós desconheçamos sua ação em nossa vida. Lembre-se disso, quando você achar que Deus não está olhando para aquilo que você está vivendo.

O terceiro versículo que me chamou particular atenção é esse: "Meu Pai continua agindo até agora, e eu ajo também" (Jo. 5, 17). Esse agora não é delimitado àquele tempo. É um agora estendido para enquanto durar o tempo e não chegar a eternidade. Portanto, Deus continua a agir hoje, agora, em nosso meio. Bendito seja o seu santo nome!

Queridos, estamos no segundo encontro da série A INTERCESSÃO E O PROCESSO DE CURA. Entraremos hoje no texto que irá nos orientar em particular nesse estudo. Paz ao seu coração! Servo, Pe. Sérgio, C.Ss.R.

MOVIDOS POR COMPAIXÃO

O texto que nos orientará nesse estudo está em Marcos 8, 22-26. Trata-se da passagem da Cura do cego de Betsaida. Cada passagem dos Evangelhos que trata de alguma cura a apresenta em um contexto diferente e não poderia ser de outra forma, pois envolve pessoas diferentes em contextos diferentes, como, aliás, acontece conosco. Não podemos, simplesmente, querer que Deus reproduza em nossa vida algo que Ele fez na vida do outro. Somos únicos e a forma de Deus lidar com cada filho e filha seus é única. Não há um padrão que possa ser observado? Sim, há esse padrão e o que caracteriza cada ação do Senhor é o interesse amoroso por cada pessoa. Disso você se certifique em sua vida. Deus olha de uma forma amora por você, não importa o que você esteja vivendo. Como refleti acima, ele sabe o que estamos passando, mesmo que não o percebamos.

"Chegando eles a Betsaida, trouxeram-lhe um cego e suplicaram-lhe que o tocasse" (Mc. 8, 22). Em nossos encontros anteriores, refletimos sobre a vida de intercessão. Aqui está um grande exemplo da importância da intercessão. O intercessor é aquele que leva uma determinada situação ao Senhor e suplica-lhe que toque nessa situação. Era isso que aqueles homens poderiam fazer pelo cego. Eles não tinham o poder de curá-lo, mas tinham um vivo interesse pelo que estava passando. Esta é uma condição indispensável. Se não tivermos um interesse solidário em vista da situação do outro, não a colocaremos de forma afetiva diante do Senhor. Veja que eu disse da "situação do outro", pois quando se trata de nossas situações ou aquelas que nos afetam mais de perto, interessamo-nos logo.

É uma atitude amorosa que é suscitada pelo próprio Espírito Santo em nós e que aproxima o discípulo de seu Mestre: "Vendo a multidão, ficou tomado de compaixão, porque estava enfraquecida e abatida como ovelhas sem pastor" (Mt. 9, 36). COMPAIXÃO! Sentir pelo outro e com o outro. Muito longe de ser "pena" do outro, é uma atitude de solidariedade de quem se coloca próximo e não por cima do outro. A pena deixa o que a sente onde está; a compaixão move-o em direção ao outro.

O intercessor sabe que não pode dar a solução, mas conhece aquele que o faz e, com serenidade, a apresenta ao Senhor.

Leia em sua Bíblia: Esther 7, 1-3

Conversem em Grupo:

# Costumo sentir pena ou compaixão de alguém que sofre?
# Tenho vivido o meu chamado a ser discípulo-intercessor?

Vamos falar com Deus:
Silencie! Perceba se o Espírito o move a interceder por alguma situação determinada. Pode ser que o próprio Grupo sinta que deve interceder hoje por uma intenção em comum. Façam isso! O importante é deixar que o próprio Espírito conduza o momento de intercessão, através de uma escuta atenta do Senhor.

Fique atento: Você que está jejuando conosco, não se esqueça de sua SOLIDARIEDADE. Não se esqueça de separar alimentos não perecíveis que serão arrecadados no final da Campanha, no dia 16 de abril.

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.