topo
Ministérios
03/02/2012 15:11:09 - Atualizado em 03/02/2012 15:11:09
Ministério Discípulo Amado - Encontro 26
Roteiro do 26º Encontro do Grupo Discípulo Amado

Tempo Pascal! Tempo de viver dentro do Cenáculo. É ali que se firma a experiência do discipulado. Ali Jesus deixa sua última herança, a síntese de todo o seu ministério. Você pode entrever esta realidade ao ler atentamente os capítulo 13 a 17 do Evangelho segundo João. O Mestre lhes ensina a ser servidores, comunica-lhes o sacramento da Eucaristia, dá-lhes do dom do amor, promete-lhes o Espírito Santo e intercede pelos os discípulos de todos os tempos. Jesus, então, entrega sua vida, ressuscita e diz-lhes: "E comendo com eles, ordenou-lhes que não se afastassem de Jerusalém, mas que esperassem aí o cumprimento da promessa de seu Pai, 'que ouvistes, disse ele, da minha boca; porque João batizou na água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo daqui a pouvos dias'" (At. 1, 4-5).

Ao realizarem a reunião de seu Grupo de Discipulado e em sua oração pessoal, não se esqueçam de se colocarem nesta perspectiva do Cenáculo. Façam até mesmo um momento de meditação silenciosa colocando-se espiritualmente naquele lugar onde os discípulos permaneceram durante do período pascal até Pentecostes. Ao fazerem esta reunião e acompanhando a Campanha "Quais vasos no Cenáculo", certamente você estará se preparando para também ser cheio da presença do Espírito.Servo, Pe. Sérgio, C.Ss.R.

TOMADOS PELA MÃO

O texto que está nos orientando nessa série A INTERCESSÃO E O PROCESSO DE CURA está em Marcos 8, 22-26. Leiam-nos novamente. No último encontro desta série vimos como o discípulo, movido por compaixão apresenta ao Senhor todas as situações que o cercam, especialmente aquelas que demandam mais cuidado.

O versículo que nos orienta hoje diz: "Jesus tomou o cego pela mão e levou-o para fora da aldeia... " (Mc. 8, 23ª). Perceba que há dois movimentos aqui: no primeiro, Jesus toma o cego pela mão e no segundo o conduz para fora da aldeia.

Ambos os gestos são de personalização do atendimento. Trata-se, sobretudo, de uma pessoa. Não é uma pessoa a mais, muito menos um número entre outros tantos necessitados. Tomar o outro pela mão é estender ao corpo o sentimento de compaixão que brota da alma. O toque, como acontece em todo o processo da cura do cego de Betsaida e também em outras curas, é característica da forma como Jesus age. Indica proximidade, extensão da alma que se comove, ou seja, se move em direção ao outro. Pode ser que em alguma situação, você, ao orar por alguém não tenha muito o que falar. Estenda, então, sua mão à pessoa; sinta que você está diante de alguém que é único e que é extremamente amado por Deus e transmita através de sua mão todo o amor que Jesus lhe coloca no coração. Veja que, não necessariamente é um sentimento; está além do sentimento. Você é um canal do amor de Deus que passa também pelo seu amor.

Jesus o toma pela mão para conduzi-lo para fora da aldeia. Tanto quando oramos por alguém, como também em nosso próprio processo de cura, o "tomar pela mão" não é para deixar a pessoa onde ela se encontra; a pessoa é movida para um "novo lugar". A aldeia era o lugar onde aquele cego pedia esmolas e vivia. Jesus, ao estar diante daquele homem, não estava lidando com um mendigo, mas com uma pessoa. É um processo de crescimento, onde a pessoa é movida do menos para o mais. Não se fica na mesma situação. Quando se almeja a cura, mas não se quer mudar, ir em frente, dificilmente a cura acontecerá de fato. Quantas pessoas já passaram por inumeráveis orações de cura interior e libertação e continuam na mesma! Será que é por que a oração não fez efeito ou é por que a pessoa, na verdade, já se acomodou em determinada situação?

Conversem em Grupo:

# Sinto-me em processo de cura?
# Já fiz a experiência, mesmo fora da oração, de segurar a mão de uma pessoa em sua necessidade? Como foi?

Vamos falar com Deus:

Se vocês são em número par no Grupo, dêem-se as mãos de dois em dois e orem um pelo outro, individualmente. Se forem em número ímpar, fique um grupinho com três e os outros com dois e façam a mesma coisa, mas cada um receberá a oração individualmente.

Fique atento:

- Tarde de Louvor Mariana dedicada à Nossa Sra. de Fátima: sábado, 13 de maio, às 14h
- Vigília de Pentecostes: sexta-feira, 02 de junho, às 22h.

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.