topo
Ministérios
03/02/2012 15:13:19 - Atualizado em 03/02/2012 15:13:19
Ministério Discípulo Amado - Encontro 28
Roteiro do 28º Encontro do Grupo Discípulo Amado

Avançamos no Tempo Pascal. Estamos "Quais Vasos no Cenáculo" , preparando-nos para Pentecostes. E esses vasos precisam ser modelados por Jesus, o Divino Oleiro. É bom que poetizemos essa realidade espiritual, mas não podemos nos esquecer que ela tem uma aplicação muito clara em nossa vida.

Meu pai é ceramista. Cresci vendo-o transformar um punhado de terra e barro em lindas peças de cerâmica. Entretanto, até que elas sejam aplicadas como utilidades domésticas ou decorativas, todo um processo de preparação é empregado. A argila é misturada com uma terra vermelha, para que se dê a liga necessária do barro. A água é fundamental, mas tudo isso só de dá com o uso da força que passa pela máquina e depois pelas mãos do ceramista. É a força que expulsa as bolhas de ar para que a peça não quebre quando for levada ao fogo. Mesmo quando uma peça é mal formada, ela precisa novamente ser amassada, precisa da pressão das mãos do oleiro.

Aí está um processo concreto para nossa vida. Pedir a Jesus que nos tornemos um "vaso novo" significa submeter-nos à pressão das mãos do Divino Oleiro. Queremos ser vasos novos, mas quando Jesus usa a pressão de suas mãos em nós, acabamos por resistir ou, até mesmo, rejeitar. Convido você a pedir a Jesus concretamente: Senhor, usa da pressão de tuas mãos em minha personalidade para que eu me torne um vaso novo! Não quero resistir a esse processo. Quando ele vier, dá-me discernimento para perceber que isso é necessário para eu me tornar uma pessoa nova! Eu quero ser, de fato, um vaso novo! E assim o Espírito Santo poderá nos usar muito mais amplamente na edificação do Reino. Maria seja nossa inspiração. Amém. Servo, Pe. Sérgio, C.Ss.R.

TOCADOS NOS OLHOS Prosseguimos em nossa meditação sobre A INTERCESSÃO E O PROCESSO DE CURA. O texto que nos está orientando é de Marcos 8, 22-26: "Chegando eles a Betsaida, trouxeram-lhe um cego e suplicaram-lhe que o tocasse. Jesus tomou o cego pela mão e levou-o para fora da aldeia. Pôs-lhe saliva nos olhos..."

Não é necessário buscar um sentido literal desse gesto de Jesus, como se sua saliva tivesse propriedades curativas que fizeram com o que cego enxergasse. Não é disso que se trata. É sobretudo a comunicação de uma intimidade profunda do Senhor. Uma coisa são duas pessoas que se amam e, ao se beijar, trocam saliva e outra coisa é a saliva que é cuspida. Quando Jesus ia foi entregue, cuspiam-lhe. A saliva era uma gesto de desprezo. Talvez não haja um gesto que expresse tanto desprezo como cuspir no outro. Bem outro é o gesto de Jesus com o cego. Jesus não cuspiu nele; pôs a saliva em seus olhos. Era, de certa forma, o mesmo que se dá entre duas pessoas que se beijam. Jesus estava comunicando algo extremamente pessoal. Era um gesto externo. Não bastaria impor as mãos? Objetivamente, sim; mas Ele sabe que quem precisa desses sinais externos somos nós.

Herdamos da Igreja os sacramentos (sinais visíveis da Graça invisível) e os sacramentais (não conferem graça, mas, conduzem à graça, ajudando a santificar as diversas circunstâncias da vida: como a água benta, crucifixos, medalhas, etc). Tanto em uns como nos outros, é a mesma ação divina que está presente. E para que se torne eficaz em nós, precisamos corresponder com a fé.

Leia em sua Bíblia: Atos 5, 12-16

Conversem em Grupo:

# Como hoje Jesus toca nossos olhos?
# Costumo usar algum sacramental?

Vamos falar com Deus:

Façamos a "Oração do Pote de Barro": Sou terra: pó, barro; não há porque me orgulhar. Senhor, perdão por todas as vezes que deixei que o orgulho falasse mais alto! Sou água: que dá maleabilidade ao barro. Senhor, modela-me na força da água da tua graça! Sou ar: passageiro, que não se sabe de onde vem nem para onde vai. Senhor, apego-me tanto às coisas que passam. Perdoa-me! Liberta-me. Sou fogo: que purifica, mas que destrói também. Senhor, com teu fogo, purifica-me! Mas tira toda força destruidora e mim! Amém! (Pe. Sérgio)

Fique atento:

Celebração da Luz: sexta-feira, dia 26/05, às 19h --- Novena de Pentecostes: início sexta-feira, dia 26/05, às 12h --- Vigília de Pentecostes: sexta-feira, dia 02/06, às 22h --- VI Avivamento Espiritual: 09-11/06.

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.