topo
Avivamento
19/08/2012 12:47:40 - Atualizado em 19/08/2012 12:47:40
12 dias meditando sobre as portas na vida
Quem na verdade determina o que se abre e o que se fecha é o Senhor. Submeta todas as portas de sua vida a Ele.

Motivação: “Se Ele abrir, ninguém fechará; se fechar, ninguém abrirá”. (Is 22, 22)

Reflexão: Quem na verdade determina o que se abre e o que se fecha é o Senhor. Submeta todas as portas de sua vida a Ele, pois para que algumas portas se abram é necessário que outras se fechem. Pode ser que algumas portas ainda não tenham se aberto em sua vida porque você teima em deixar uma outra aberta, quando, na verdade deveria estar fechada.

Atitude: Viva esse dia na perspectiva da ENTREGA. Submeta todas as portas de sua vida ao Senhor. Marque as portas de sua casa com óleo ou água benta.

Motivação: “Levantai, ó portas, os vossos dintéis! Levantai-vos, ó pórticos antigos, para que entre o rei da glória!” (Sl 23, 8)

Reflexão: Costumamos falar da porta do nosso coração e pensar nele como uma casa. Mais do que uma casa, nosso coração é um “castelo”, com dezenas e dezenas de salas, câmaras, corredores e passagens até mesmo secretas. Alguns desses pórticos que precisam se abrir são extremamente antigos; são pórticos de nosso inconsciente.

Atitude: Conscientemente, dê acesso a Jesus ao seu INSCONSCIENTE. Use especialmente o período do sono para abrir estas portas ao Senhor. Entregue seu SONO ao Senhor, pedindo a Ele que vá até onde você mesmo não consegue ir.

Motivação: “Abri as portas, deixai entrar um povo justo, que respeita a fidelidade, que tem caráter firme e conserva a paz, porque tem confiança em vós.” (Is 26, 2)

Reflexão: Entrar na presença do Senhor, em seu santuário, até estabelecer nosso lugar diante de seu trono não é uma conquista que se faça. É uma dádiva que vem do próprio Deus, mas que precisa ser correspondida através de uma vida de santidade em sua presença.

Atitude: Experimente a GRATUIDADE do acesso que o Pai lhe deu através de Jesus aos lugares celestiais. Cultive esse lugar, buscando viver na Graça. Esteja em seu coração nesse dia o verbo PERMANECER NA GRAÇA, independentemente do que acontecer. Lute contra o pecado! Faça um PEQUENO DESENHO de uma porta e coloque ali o nome de Jesus e as portas que precisam ser abertas em sua vida.

Motivação: “Vai, povo meu, entra nos teus quartos, fecha atrás de ti as portas. Esconde-te por alguns instantes até que a cólera passe...” (Is 26, 20)

Reflexão: No mesmo profeta (Isaías), no mesmo capítulo que o anterior (cap. 26), onde se diz para abrir, agora se diz que se feche. A porta precisa estar fechada quando estivermos dentro e não fora, pois a cólera de Deus se exercerá. Somos chamados a estar escondidos no “esconderijo do Altíssimo” (Sl. 90).

Atitude: O enfoque aqui é o ESCONDERIJO, significando estar refugiado no Senhor. Guarde alguns instantes desse dia para meditar sobre aquele “lugar espiritual secreto” que o Senhor preparou para resguardá-lo dos perigos de todas as espécies.

Motivação: “Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á.” (Mt 6, 6)

Reflexão: O “lugar oculto” onde você encontrará força e discernimento para abrir as portas concretas em sua vida é a oração. Recolhido das lutas, como que tomando distância delas, centrado no Pai e em sua Vontade. De dentro deste quarto é que você verá as portas se abrindo para você do “lado de fora”.

Atitude: Para provar as portas abertas é preciso ir ao LUGAR OCULTO de oração e isso na prática. Separe um TEMPO DE ORAÇÃO. Sem isso, você não conseguirá discernir onde as portas estarão se abrindo.

Motivação: “Hoje entrou a salvação nesta casa, porquanto também este é filho de Abraão. Pois o Filho do homem veio procurar e salvar o que estava perdido.” (Lc 19, 9-10)

Reflexão: Jesus havia dito a Zaqueu que precisava entrar em sua casa. Ele desceu e abriu depressa a porta e, ali dentro, foi abrindo cada área de sua vida. Lembre-se que nossa vida mais do que uma casa é um castelo. A salvação de Jesus precisa entrar em cada área e isso é obra de uma vida inteira. Não pense que todas as portas já estão abertas para Ele. A casa é também a família. Deixe Jesus entrar em sua casa, sua família.

Atitude: Convide Jesus a entrar em sua FAMÍLIA. Dedique este dia a pedir, sobretudo, para que Ele entre em cada cômodo de sua casa e toque cada membro de sua família.

Motivação: “Como pode alguém penetrar na casa de um homem forte e roubar-lhe os bens sem ter primeiro amarrado este homem forte? Só então pode roubar sua casa.” (Mt 12, 29)

Reflexão: Jesus é aquele que entrou na casa do “homem forte” (satanás) e tirou dele aquilo que ele guardava em sua posse e mantinha cativo em suas dependências. Creia que Jesus já “amarrou” esse homem forte, quando deu por nós sua vida na cruz. Mas isso precisa se concretizar em cada área de nosso mundo.

Atitude: Exercite sua autoridade espiritual crendo e proclamando a vitória de Jesus sobre tudo aquilo que porventura possa estar “amarrando” você e os seus. Portas que ainda estão fechadas em sua vida serão abertas. Creia!

Motivação: “Quando o espírito imundo sai de um homem, ei-lo errante por lugares áridos à procura de um repouso que não acha. Diz ele, então: ‘Voltarei para a casa donde saí. E, voltando, encontra-a vazia, limpa e enfeitada. Vai, então, buscar sete outros espíritos piores que ele, e entram nessa casa e se estabelecem aí; e o último estado daquele homem torna-se pior que o primeiro.” (Mt 12, 43-45)

Reflexão: Quando abrimos nossa vida a Jesus, Ele vem e nos purifica de toda obra do mal. Entretanto, não podemos controlar por onde esses “espíritos” andam. O que devemos fazer, então, é manter a casa limpa, perfumada e cheia do amor de Deus. E não se preocupe com o resto, pois para isso o Senhor designou seus anjos para que nos guardassem.

Atitude: Uma boa forma de manter a casa LIMPA é confessar-se (quando foi sua última confissão?); PERFUMADA é acender o “incenso” da adoração (você reserva tempo para adorar o Senhor?); CHEIA DE AMOR é acolher os mais sofridos (como anda sua caridade?)

Motivação: “Voltando-se Jesus e vendo que o seguiam, perguntou-lhes: ‘Que procurais?’ Disseram-lhe: ‘ Rabi (que quer dizer Mestre), onde moras?’ – ‘Vinde e vede’ , respondeu-lhes ele. Foram aonde ele morava e ficaram com ele aquele dia.” (Jo 1, 38-39)

Reflexão: Lembre-se que Jesus, antes de entrar em sua casa, convida o discípulo para entrar na Sua casa, Seu Divino Coração. Ele continua a nos dizer: “Vinde e vede”! E eles foram e passaram aquele dia com o Mestre. É preciso investir tempo para se conhecer alguém. Com Deus não é diferente. Se você não “gasta” tempo com Deus, você não conhecerá sua casa.

Atitude: Eleja UMA PARTE DO DIA (algumas horas) para estar com o Senhor. Se você não priorizar, não conseguirá reservar este tempo! Ore, medite, “gaste” TEMPO com Jesus.

Motivação: “Assim que saíram da sinagoga, dirigiram-se com Tiago e João à casa de Simão e André. A sogra de Simão estava de cama, com febre; e sem tardar, falaram-lhe a respeito dela. Aproximando-se ele, tomou-a pela mão e levantou-a; imediatamente a febre a deixou e ela pôs-se a servi-los.” (Mc 1, 29-31)

Reflexão: Depois que Jesus convida o discípulo para ir até Sua casa, agora é hora de ir à casa do discípulo. Ele não foi à casa de Pedro para curar sua sogra, mas, eventualmente ela estava enferma e foi curada. Quando Jesus entra em nossa casa, Ele cura o que ali está enfermo, especialmente nossas marcas familiares.

Atitude: Deixe que Jesus cure suas RAÍZES FAMILIARES. Ore, pedindo cura interior profunda. Quando for possível, participe de uma oração de cura interior com alguém ministrado nessa área.

Motivação: “Aproximaram-se da aldeia para onde iam e ele fez como se quisesse passar adiante. Mas eles forçaram-no a parar: ‘Fica conosco, já é tarde e o dia declina’. Entrou, então, com eles.” (Lc 24, 28-29)

Reflexão: Jesus não queria passar adiante, mas era necessário que eles o convidassem a entrar. Em nossa vida passamos também por muitas situações de “declinar do dia” em que nos sentimos cansados, solitários e até mesmo sem esperança. E é preciso dizer ao Mestre: “Fica conosco”!

Atitude: Nesse dia, procure valorizar o período do FINAL DE TARDE ou da noite para estar na presença de Deus. Tenha em mente a passagem dos discípulos de Emaús e convide Jesus para entrar e permanecer com você.

Motivação: “Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim será salvo; tanto entrará, como sairá e encontrará pastagem. O ladrão não vem senão para furtar, matar e destruir. Eu vim para que as ovelhas tenham vida e para que a tenham em abundância.” (Jo 10, 9-10)

Reflexão: Jesus não só abre as portas em nossa vida, como Ele mesmo é a porta pela qual nós entramos e saímos e encontramos abundância. Certifique-se disso em todas as áreas de sua vida. Por outro lado, não desconheça que vivemos uma batalha espiritual. O ladrão também quer entrar na sua vida. Esteja atento e ciente da obra de libertação que o Senhor já realizou por você.

Atitude: AGRADEÇA A JESUS por todas as portas abertas e também aquelas que foram fechadas durante este ano. Retome as meditações anteriores num momento de tranqüilidade e TOME POSSE de tudo o que o Senhor fez e ainda fará por você.

 

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.