topo
Diversos
15/02/2015 19:56:40 - Atualizado em 15/02/2015 19:56:40
Meus quereres
Quero reconciliar-me com minha história, administrar meu presente e semear o amanhã que sonho.

Quero viver a partir de mim.
Quero me expressar desde o meu coração.
Quero ser autêntico em minha forma de amar e de ser.
Quero ser a luz que está em mim e quero não fugir das sombras que se escondem em algum canto.
Quero reconciliar-me com minha história, administrar meu presente e semear o amanhã que sonho.
Quero poder chorar e não me envergonhar e também sorrir, quando tudo parece lágrima.
Quero não me enfileirar nas hordas dos zombadores que olham a vida de cima das navalhas.
Quero me somar aos exércitos dos esperançosos que insistem em não desistir.
Quero cantar as melodias que brotam de minha alma e que falam de pássaros, do vento, dos abismos, dos desejos, dos medos e de tudo que possa fazer sentido aos ouvidos de alguém.
Quero acordar e poder virar-me para o canto e voltar a adormecer.
Quero varar as madrugadas e irmanar-me à lua que brilha, independente de quem a olhe ou não.
Quero a liberdade inconsequente de quem aprende a andar, falar e ser.
Quero o sussurro mais secreto aos meus ouvidos, quando então fecho os olhos e apenas sinto, acolho a palavra benfazeja.
Quero viver cada idade com aquilo que ela reserva; celebrar os anos corridos e não temer os que anunciam o ocaso, o último entardecer e o definitivo amanhecer.
Quero banho de chuva e cheiro de magnólias.
Quero o calor dos dias de verão e o frescor gélido do mais rigoroso inverno.
Quero a lareira acesa no coração dos que amo e ali me aquecer até que passe a tormenta.
Quero o café da manhã num dia silencioso e o agitar dos talheres dos jantares de muitos.
Quero o soluço mais profundo na hora da perda e derramar-me ao chão para novamente me erguer.
Quero ser humano, mesmo com suas incoerências, e quero a leveza dos anjos para poder voar alto.
Quero tocar com as mãos, com a palavra, com o coração.
Quero parar e ficar esquecido de tudo, até de mim mesmo.
Quero aquele Deus que se alegra mais com a proximidade do que com os sacrifícios. Quero ser e me expressar desde a minha intimidade.
Quero que o tempo passe bem rápido para que se torne esquecimento.
Quero que o tempo passe bem de-va-gar para que se seja visto, degustado, inspirado, tocado e ouvido em todos os seus tons, sabores, aromas, texturas e sons.
Quero alguém que me surpreenda, que me faça trocar os passos, me dê o susto de existir.
Quero... um infinito querer.
E quero também não querer, pois querer é também se defrontar a impossibilidade do desejo; aí, querer é sofrer.
Quero, assim, o momento que não é preciso mais querer, pois querer é finitude e não precisar mais querer é eternidade.

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.