topo
Espaço Gente
14/06/2015 12:57:21 - Atualizado em 14/06/2015 12:57:21
Felicidade a dois!?
Amar é pôr nossa felicidade na felicidade do outro!

Muitos relacionamentos não dão certo, especialmente os matrimoniais, porque a pessoa se une ao outro para ser feliz. E...

“Amar é pôr nossa felicidade na felicidade do outro!”
Gottfried Wilhelm von Leibniz (filósofo e matemático alemão)


Ao colocar o foco no ser feliz, uma série de desejos, carências, demandas inconscientes são projetadas sobre o outro. Muitas dessas demandas ficam latentes até que algum contragosto, ou mesmo um desgosto, se manifeste em uma determinada situação. Então, aquilo que estava subjacente e não trabalhado, se manifesta, muitas vezes em forma de cobrança. Pode até ser que algumas dessas cobranças sejam legítimas, ou melhor, tenham sua razão de ser, mas quando são expressas na forma de cobrança produzem incômodos significativos ou, até mesmo, desarmonia. Uma linguagem equivocada, seja verbal, seja gestual, pode desgastar profundamente o relacionamento.

Há aqueles também que sentem o mesmo dissabor, mas não o manifestam; vez após vez, vão engolindo os desagrados que se acumulam, pouco a pouco, até que um dia explodem numa fala agressiva ou implodem, através de sintomas físicos ou emocionais. De uma forma ou de outra, a dor e as constantes irritações passam a ser a nota dominante, não demorando a gerar uma frustração crescente no relacionamento.

Aquele sonho de ser feliz ou de tornar o outro feliz parece uma quimera, algo que ficou lá atrás, como se nunca tivesse existido. Sem uma busca sincera de mudança e uma abertura profunda ao perdão, não há como curar e resgatar um relacionamento que assim está ferido.

É legítimo querer ser feliz ao unir-se ao outro, mas isso não pode ser efetivado sem a busca da felicidade do outro. Todavia, essa não pode ser uma perspectiva isolada, uma busca só de uma parte: ambos precisam estar comprometidos com ela e devem se ajudar mutuamente a alimentar, sustentar e fortalecer estes vínculos. Isso não se faz sem o cultivo de uma atitude constante de diálogo e sintonia de corações, onde se partilha tudo, inclusive as insatisfações no relacionamento. Entretanto, nem sempre é o que acontece ou, até posso dizer, frequentemente é o que não acontece.

Creio que é possível retomar o caminho, a gênese do relacionamento, se houver disposição para tanto. Não da mesma forma, mas na busca de descobrir HOJE novas razões para se estar junto. Não espere mais! Comece esse processo. O Coração de Jesus está aberto para derramar o bálsamo que cura as feridas emocionais.

 

MEDITE:
Sou feliz ao fazer você feliz!

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.