topo
Espiritualidade
23/04/2016 21:04:41 - Atualizado em 23/04/2016 21:04:41
Ouvindo a voz do Bom Pastor!
[...] eu chamo cada ovelha por seu nome, porque eu as conheço. Você ouvirá minha voz, você virá e eu o conduzirei às mais belas e reais pastagens.

 

Ele é nosso Deus; nós somos o povo de que ele é o pastor, as ovelhas que as suas mãos conduzem. Oxalá ouvísseis hoje a sua voz! (Salmo 94, 7)

 

É interessante perceber que os textos mais relevantes na Bíblia que falam de Deus como Pastor, são relatados na primeira pessoa, ou seja, é Deus quem diz: Eu vou pastorear, Eu sou o Pastor... Inspirado nesta perspectiva, fiz esta meditação na primeira pessoa, sempre baseado nos textos das Escrituras. Espero que de uma forma simples e coloquial você possa ouvir o Bom Pastor falar a você e a Ele responder, rezando o Salmo 22(23). Que ajude, sobretudo, você a aprofundar seu relacionamento com Jesus, nosso amado Pastor.

Meu cuidado...

Filhinho, filhinha, apure seus ouvidos pois quero falar a você!

Saiba que se você está acolhendo minha palavra agora é porque é minha ovelha, pois as minhas ovelhas escutam a minha voz e me seguem.
Venha comigo a um lugar especial que eu preparei para estar com você e para falar ao seu coração.
Eu quero levar você a outros que também ouviram a minha voz e me seguiram até aqui. Como pastor, apascentarei vocês todos e cuidarei de vocês. As crianças e os mais abandonados são aqueles que me inspiram mais zelo. São meus cordeirinhos que recolho em meus braços e carrego em meu colo. Mansamente guiarei aqueles que, quais ovelhas que amamentam, dedicam-se a nutrir seus irmãos. Eu tenho um cuidado especial com cada um na sua necessidade (Is 40, 11).

Fique atento...

Olho para o mundo e vejo tantas ovelhas vagando, perdidas, iludidas e sei o que acontece se persistirem nesta sina: acabarão se ferindo, poderão ser exploradas por mercenários (Jo 10, 12-13) e até mesmo morrendo. São ladrões, embora vistam-se elegantemente e façam propostas que encantam e iludem, mas só vêm para roubar, matar e destruir (Jo 10, 10a). Tenha cuidado diante deles, porque eles se apresentam não como são, mas travestidos da sedução do poder, da posse e do prazer. São lobos devoradores em pele de cordeiro. Fique alerta diante destes falsos profetas. Os espinheiros não dão uvas, e os pés de urtiga não dão figos (Mt 7,15-16), por isso os frutos deles logo aparecerão.

Outros há que se apresentam sorrateiramente no aprisco para desviar e roubar as ovelhas (Jo 10, 1): entram na calada da noite e podem vir disfarçados de amigos, mas a intenção deles é clara: afastar a ovelha dos campos verdejantes e conduzi-las ao deserto. Chamo ainda sua atenção, pois este salteador pode estar dentro de você mesmo. Muitas vezes o maior perigo a ser enfrentado vem do seu próprio interior.

Quero, através do meu Espírito, ajudar você a discernir estas “vozes internas” que podem ser enganosas e tremendamente danosas. Apure sua escuta pela meditação contínua em minha Palavra. Será ela que sensibilizará sua mente e coração para poder me escutar.

Escute a minha voz...

Assim, você perceberá que eu chamo cada ovelha por seu nome, porque eu as conheço. Você ouvirá minha voz, você virá e eu o conduzirei às mais belas e reais pastagens. Eu irei à sua frente, por onde você for e sempre alertarei você diante dos perigos que possam aparecer. Mas esteja sempre atento à minha voz. Não siga jamais a voz de estranhos, pois são embusteiros. Ao contrário fuja deles (Jo 10, 3-5). Não se deixe levar pela curiosidade, pois você pode não conseguir voltar.

Acostume-se a ouvir minha voz no seu dia a dia. Reserve um tempo para estar comigo e você perceberá que quando você for acometido por problemas e dores, quando as tempestades se abaterem sobre você e os ventos semearem terror em sua mente, minha voz aparecerá em meio a todo este tumulto e eu direi a você, minha ovelha: Sou eu, não tenha medo (Jo 6, 20).

Os maus pastores...

Mas algo triste também aconteceu. Muitas ovelhas amadas por mim se dispersaram e foram expostas a todo tipo de feras, por falta de pastor. Elas vagueiam em toda parte sobre a montanha e sobre as colinas; acham-se espalhadas sobre toda a superfície da terra, sem que ninguém cuide delas ou se ponha a procurá-las. São pastores que eu constituí para que, em meu nome e junto comigo pudessem pastorear, mas eles não têm o mínimo de cuidado com elas, pois só se preocupam em fartar a si próprios. Destes pastores será cobrada a vida de minhas ovelhas e não haverá misericórdia para eles, se não se arrependerem e mudarem seu comportamento (Ez 34, 5-10). São, na verdade, mercenários, lobos disfarçados.

Vou cuidar de você...

O amor que eu tenho por você, ovelha querida, é o que tenho por cada um. Eu mesmo vou tomar o cuidado de minhas ovelhas e velarei por elas. Eu vou reconduzir todas as ovelhas que porventura tenham se perdido num dia de nuvens e trevas. Eu levarei minhas ovelhas aos vales verdejantes e plenos de águas (Ez 34, 11-15).

Pode ser que você esteja fora do rebanho. Pode ser que você tenha se perdido e esteja ferida. Pois bem, saiba que você é única para mim e eu estou aqui para buscar você. Procurei você até que a encontrei. Deixe que eu a coloque em meus ombros. Deixe que minha alegria por ter encontrado você, testemunhe o quanto a amo (Lc 15, 1-7).

Vou buscar a ovelha perdida...

Assim farei com cada ovelha. A ovelha perdida eu a procurarei; a desgarrada, eu a reconduzirei; a ferida, eu a curarei; a doente, eu a restabelecerei, e velarei sobre a que estiver gorda e vigorosa. Todas serão apascentadas no meu amor e sobre todas farei cair chuva no tempo oportuno e serão chuvas de bênçãos (Ez 34, 16.26). Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco. Preciso conduzi-las também, e ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só pastor (Jo 10, 16).

O quanto desejo que isto aconteça! O quanto desejo que vocês se respeitem e aprendam a acolher a diferença que cada um apresenta, mas que vivam no meu amor e meu amor viva em vocês. Eu vim para que vocês tenham vida e vida em abundância (Jo 10, 10). Desfrute, amada ovelha, desta vida que tenho para você já agora, mas saiba cultivar a fé, pois ainda não se manifestou o que eu tenho preparado para você (1Jo 3, 2).

Porque amo, corrijo...

Digo ainda a você: aceite minha correção. Eu uso de compaixão para com você e é esta compaixão que me leva a ensiná-la, a corrigi-la, repreendendo como um pastor sempre faz com seu rebanho (Eclo 18, 13). Um dia separarei as ovelhas dos bodes (Ez 34, 17; Mt 25, 33) e isto se dará pela forma como vocês viverem: se no amor, misericórdia, solidariedade ou no fechamento, egoísmo e orgulho. Minha misericórdia não anula o julgamento. Este é o tempo para que vocês se deixem por mim pastorear. Não receba isto como uma ameaça, mas como um alerta. Afinal, foi por tanto amar que dei a cada um de vocês um presente inestimável: a liberdade.

Dou a minha vida por você...

O amor do Pai está em mim e meu Ser está na vontade do Pai. Desde eternamente, Eu amo o Pai e o Pai me ama. Minha vida Eu a dou por amor de vocês. Ninguém a tira de mim. Sou Eu que a dou e serei Eu que a retomei, ao ressuscitar (Jo 10, 17-18). Mas era preciso que Eu entrasse nos recônditos mais escuros em que o pecado levou a humanidade. Eu não quis apenas ser o Pastor a conduzir você, minha ovelha, pelos vales tenebrosos da morte (Sl 22, 4); Eu mesmo nele penetrei, no seu mais denso terror feito de desespero, angústia e dor. Minha alma provou esta tristeza até à morte (Mc 14, 34) e, assim, Eu não apenas conduzo você por este vale, mas Eu o assumi em mim e por todas as tentações a que você é submetida passei, para poder me compadecer de você e de cada ovelha (Hb 4, 15).

Dou a minha vida por você!

 

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.