topo
Espiritualidade
23/11/2016 22:41:13 - Atualizado em 23/11/2016 22:41:13
Meu Salmo de Ação de Graças
Entrarei pelos pórticos de tua casa. Levarei em meu coração o hino de louvor à tua glória.

Entrarei pelos pórticos de tua casa.
Levarei em meu coração o hino de louvor à tua glória.
Em meus olhos, a imagem dos benefícios que todos os dias tenho recebido de tua Providência.
Em minhas mãos, as primícias dos frutos que tens me entregado em cada colheita.
Em minha mente, os sonhos que plantaste na memória de meus projetos.
E, assim, humildemente, como servo, dobrarei meus joelhos;
como amigo, me aproximarei de Ti e recostarei ao teu peito;
como filho, me deitarei em teu colo e nele descansarei.

Com minha voz, cantarei tua santidade e poder.
Com meu silêncio, direi o que as palavras não conseguem traduzir.
Com dança, bailarei ao som das inaudíveis melodias.

Com os Patriarcas, celebrarei tua Aliança.
Com os Profetas, proclamarei tua Fidelidade.
Com os Sacerdotes, oferecerei meu ser em teu altar.
Com os Reis, exaltarei tua majestade única.
Com as Santas Mulheres, direi: Amado de minh’alma!
Com os Justos Varões, firmarei meu caráter.
Com os Apóstolos, renovarei minha fé.
Com os Evangelistas, acolherei o Verbo que continua a se fazer carne.
Com os Anjos, voarei ao teu Trono e ali me prostrarei.

Recebe minha gratidão!...
Recebe o sussurro soprado em meio a um suspiro, segredando:
- Muito obrigado!
É muito mais o que diariamente tenho recebido, do que tudo que eu possa oferecer.
Aliás, que tenho eu, que o Senhor mesmo não me tenha dado?
E como não devolverei pelo menos parte do que me chega, se tudo vem da tua Bondade e Misericórdia?
Recebe, assim, o Dízimo de meu tempo, da minha alegria, do meu serviço, dos meus bens, do meu tempo... sim, do meu tempo, o bem no qual subsiste o dom mais precioso que tenho: a Vida!
Tempo que não é meu, pois que ele se me escapa, como areia, por entre os dedos.

Nos riachos, quero correr ao teu mar.
No vento, me deixar levar.
Nas flores, teu perfume exalar.
Nos pássaros, meu louvor entoar.
Nas árvores, ao céu me lançar.
Nas pedras, me consolidar.
Nos dias, tua luz brilhar.
Nas noites, saber esperar.

No verão, ser brisa.
No outono, recolhimento.
No inverno, perseverança.
Na primavera, renascimento!

Porque Tu és bom e tua misericórdia é desde sempre e para sempre.
És o inominável, mas te deixas chamar de Pai.
E com todo o Universo – visível e invisível – aclamo:
Santo Tu és e digno de todo louvor, honra, glória, sabedoria e majestade.
Pelos séculos dos séculos e por toda a eternidade.

Amém.

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.