topo
Palavra do Pároco
11/01/2017 11:00:03 - Atualizado em 11/01/2017 11:00:03
O tempo oportuno!
Alegrai-vos, filhos de Sião, e rejubilai no Senhor, vosso Deus, porque ele vos dá as chuvas do outono no tempo oportuno...

Depois de um dia quente, a chuva beija a terra de nossa cidade. Seu som é suave e contrasta-se com o ribombar dos trovões precedidos pelos raios que cortam o horizonte. Chuva acaricia as plantas de nosso jardim. Aí, me vem à mente um versículo do profeta Joel: “Alegrai-vos, filhos de Sião, e rejubilai no Senhor, vosso Deus, porque ele vos dá as chuvas do outono no tempo oportuno, e faz cair chuvas copiosas sobre vós, as chuvas do outono e da primavera, como dantes” (Jl 2, 23).

No tempo oportuno! Outro dia conversava com um amigo sobre a unção de Deus para a Igreja e para cada comunidade em particular. Será que há um tempo de unção especial e que pode passar, perguntávamo-nos? Eu disse que a unção pode passar se não estivermos em constante escuta do Senhor, se não percebermos qual é esse “tempo oportuno” apontado por Joel, aquilo que em grego se chama “Kairós”.

Deus não se afasta na condução dos seus. As chuvas vêm e vêm copiosas. Mas a terra pode não estar preparada para acolhê-las. O terreno comunitário pode estar assoreado pelo desinteresse, comodismo, inveja, falta de compromisso, divisões etc. Quando a chuva cai, a terra não a assimila e a bênção passa. É, portanto, tarefa nossa cuidar da terra do “Ser Comunidade”. E não basta o esforço de um ou de outro, mas de todos nós que acreditamos, que confiamos na promessa de Deus. Quem não for um agricultor prestimoso nessa lavoura vai ficar para trás.

Não dá pra justificar a mesmice. Queremos campos vastos produzindo, mesmo que em estágios diferentes. Às árvores que estão produzindo frutos, colheremos e podaremos na época certa; às sementes que começam a brotar, daremos o cuidado necessário para poderem se desenvolver; às plantas que estiverem doentes, nos volveremos em cuidado para que se recuperem; aos galhos secos e improdutivos... bem, quanto a estes, precisam ser cortados.

A terra está aí. Muitos frutos têm sido produzidos – bendito seja Deus. Mas o cuidado atencioso precisa ser contínuo. Vamos juntos nessa? Como você puder, da melhor forma que você puder, participando desta Seara chamada Paróquia da Glória!

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.