topo
Espiritualidade
25/01/2012 18:03:17 - Atualizado em 25/01/2012 18:03:17
O Presente-Lembrança e o Encontro
Costuma-se chamar um presente de lembrança e uma lembrança de presente. Mas nem todo presente é uma lembrança e nem toda lembrança é um presente. Lembrança refere-se à memória e presente à dádiva. Presente sem lembrança perde o caráter de presente...

Costuma-se chamar um presente de lembrança e uma lembrança de presente. Mas nem todo presente é uma lembrança e nem toda lembrança é um presente. Lembrança refere-se à memória e presente à dádiva. Presente sem lembrança perde o caráter de presente e se torna passado. A lembrança, por outro lado, que parece referir-se ao passado, na verdade é o presente cheio de presença.

Quando presente e lembrança se conjugam, pode-se dizer que há encontro; encontro de fato, verdadeiro. O que está em jogo já não é mais uma coisa, mas uma pessoa. Presentes que não constituem lembrança podem até ser úteis, mas dificilmente são agradáveis. O presente sem lembrança pára na coisa em si; o presente-lembrança remete ao outro. A coisa é só um meio. O importante é a pessoa.

O Grande Presente-Lembrança - Jesus, no Cenáculo, falou de sua despedida, mas queria deixar para os seus discípulos um presente-lembrança: "Pedirei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja convosco para sempre" (Jo. 14, 16). A idéia do presente e da lembrança aí estão: "Ele vos dará", isto é, uma comunicação de graça, dádiva, presente; "para sempre", uma dádiva renovada diariamente, uma lembrança que potencializa o passado, tornando-o presente.

Pois é assim que Jesus promete o dom do Espírito Santo. Quando se entra no Cenáculo, quando se depara com o olhar de Jesus, quando se senta à mesa e se abre a Ele, pode-se receber a dádiva real daquele que Ele deixou eternamente conosco: o Espírito Santo! Como, na verdade, pode se conhecer o Espírito e, conseqüentemente, o Mestre, se não se entrar no Cenáculo para ter um encontro com ele? Presente não se compra, pois é dádiva; lembrança, então, nem se fala! Como se pode lembrar se não houve nenhuma experiência? Como se pode lembrar sem ter recebido?

O Presente-Lembrança Embrulhado - Não ir continuamente ao Cenáculo para entender o dom que ali se comunica, é como receber um presente e deixá-lo embrulhado sem nem saber o que se tem dentro. Há gente que vive sua vida espiritual assim: recebeu o Espírito Santo no Batismo, mas ele continua "embrulhadinho" no descaso pelas coisas de Deus e na falta de fé. Resultado: uma vida sem derrotada e sem crescimento!

É urgente voltar ao Cenáculo, pois é ali que o Mestre ensina como se "desembrulha" o Espírito Santo e se pode usufruir desse maravilhoso presente-lembrança que Ele nos deixou. "Naquele dia compreendereis que estou em meu Pai, vós em mim, e eu em vós" (Jo. 14, 20). Naquele dia estaremos conscientes da dádiva que recebemos e que se atualiza a cada dia em nosso viver.

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.