topo
Espiritualidade
25/01/2012 18:37:05 - Atualizado em 25/01/2012 18:37:05
Apreciar retamente todas as Coisas
Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor.

Quantas vezes iniciamos nossas reuniões invocando o Espírito Santo com a oração:

- Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Oremos: Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Nosso Senhor. Amém.

Quero chamar a atenção para o texto em azul. Às vezes fazemos a Novena ao Espírito Santo só por ocasião de Pentecostes, se é que o fazemos. Esquecemo-nos que o Espírito é a luz necessária para iluminar o cotidiano. Como precisamos de Sua divina luz nos momentos de decisão, para que se possa tomar uma direção acertada; quando estamos doentes, para que se possa achar o tratamento adequado; quando estamos envoltos em sentimentos contrastantes e adversos, para que sejam apreciados com sabedoria; etc.

Apreciar retamente todas as coisas... Quantas pessoas vivem envolvidas em complexos e culpas, têm uma imagem negativa de si mesmas e olham tudo a partir de um filtro de acusação e auto-depreciação. Outras talvez estejam com a consciência adormecida ou até mesmo anestesiada e têm perdido a noção do certo e do errado, do bem e do mal, assemelhando-se àquele povo de "cabeça dura", como se refere o Senhor ao profeta Ezequiel.

Apreciar retamente todas as coisas para que se possa avaliar a densidade de cada vivência, sem supervalorizar aquilo que não tem tanta importância nem deixar passar o que deve ser levado em consideração. Pedir as luzes do Espírito para se ter sabedoria, ou seja, a capacidade de distinguir os sabores, as nuances, as particularidades de cada experiência que se tem na vida.

A isso chamamos de viver no Espírito. É a forma concreta como o discípulo vai evoluindo, crescendo, aprendendo com o Mestre a administrar o precioso tesouro depositado no vaso de barro de nossa precária existência.

Essa vivência no Espírito, é claro, vai além da simples recitação de uma fórmula oracional. Não basta repetir uma oração para que ela se torne verdade em nós. A oração precisa ser a expressão de nossa interioridade. Mas também é verdade, o fato de que uma fórmula pode se tornar a porta que nos faz adentrar nos níveis mais sutis da vida no Espírito.

Não se sabe onde está precisamente o ponto de intercessão entre o esforço da mente que busca e a interioridade do Espírito que se manifesta. Seus contornos são variáveis e imprecisos, mas certamente há um nome para isso: Graça! É a expressão da gratuidade do encontro de duas vontades: a Vontade do Pai e a vontade da pessoa.

A chave que abre essa porta chama-se Sim! Não é uma palavra que brota dos lábios; antes, é a aquiescência profunda que nasce da experiência do amor. Sob este mesmo prisma é que se pode entender o Sim que duas pessoas dão uma à outra quando se amam de fato.

Mas mesmo quando a porta da graça-gratuidade se abre, continuará sendo necessária a busca desse "apreciar retamente todas as coisas" - ou até mais - pois, o sustento da experiência do amor só se faz quando se exercita a capacidade de ver o que convém e o que não convém, o que alimenta e o que degenera o relacionamento.

Portanto, faça da busca da Luz Divina uma prioridade no seu cotidiano. Certamente você viverá com mais qualidade e sabor as experiências diversas que a vida for lhe apresentando.

Twitter Facebook Orkut Messenger
Linked Yahoo Meme Google Buzz Delicious
mySpace Blogger Sonico Digg

Este recurso será liberado em breve. Aguardando validação do servidor.

dados do(a) autor(a)
Padre Sérgio
 
twitter.com/padresergioluiz
facebook.com/falecompadresergio
padresergio.com
Pe. Sérgio é sacerdote Redentorista. Atualmente pároco em Juíz de Fora na Igreja da Glória. Procura guiar o seu ministério levando as pessoas a experimentarem a...
12 últimas atualizações
Contato

Paróquia da Glória
Avenida dos Andradas, 855 - Morro da Glória
CEP: 36036-050 - Juiz de Fora (MG)
Telefone: (032) 3215-1831
Siga-me nas redes sociais

Dados Técnicos

Este web site utiliza as tecnologias como HTM5 e CSS3 e é compatível com os seguintes navegadores:
Sistema web desenvolvido por:
Copyright © 2012 Todos os direitos reservados.